Comitiva do Ooni Adeyeye participou de ato solene na CMS

0

 

Ontem (07), parte da comitiva do Ooni Adeyeye Enitan Babatunde Ogunwusi Ojaja II, composta por reis territoriais iorubanos da Nigéria, foi recepcionada na Câmara Municipal de Salvador (CMS).

A comitiva se fez presente para honrar o compromisso, conhecer e dialogar sobre algumas políticas da Casa Legislativa e por conta do Projeto de Lei nº 155/18, que criou laço de irmandade entre Salvador e Ilè-Ifé. A ausência do Ooni na atividade se deu por conta de contratempos logísticos que dificultaram a sua chegada ao Brasil a tempo de cumprir todas as agendas propostas para esta quarta-feira.

Entrega das Obras Literárias com o Selo Castro Alves | Foto: Ivana Sena

Durante o evento, o vereador Moisés Rocha (PT), presidente da Comissão de Reparação falou da importância da população de Salvador manter vínculos com o povo nigeriano, lembrando o processo histórico de separação durante o período de escravização no Brasil “A África e os povos descendentes da África precisam continuar essa luta de transformação e de combate ao racismo, para que não tenhamos mais países ricos com povos pobres e esses pobres serem apenas os negros.” Assim, declarou fundamental a unidade na luta contra o racismo.

Entrega de cópia da PL | Foto: Ivana Sena

O presidente da comissão de Cultura, Silvio Humberto (PSB), declarou desejar que a passagem do Ooni e sua comitiva possa estimular ações concretas nas áreas culturais, religiosa, de empreendimentos e negócios. E ainda lembrou que “se a nossa cidade de fato fosse referência em igualdade teríamos outro cenário, uma Salvador mais inclusiva, onde ser capital da negritude não seria apenas na ‘palavra’”. Além disso, pontuou que os vereadores presentes no encontro e instituições do Movimento Negro têm se mantido dispostos a firmarem os laços que a ancestralidade tem exigido.

No Salão Nobre, vereadores representando as comissões da Cultura e da Reparação entregaram uma cópia do PL com as propostas de intenções para Ajero de Ajero, Timi De Ede, Oba Ader Ibsbe Asunmo Alayandolu of Ayandelu, Obadiro de Ilê-Ifé State Ifarotini Ifaloba, Obalesin Obatala Ododada, Oba Alarah de Arandun-Kward e Asiwaju Awu Abbate Chief Ifasbenusola Atanda, autoridades presentes, que também foram presenteados com obras literárias do Selo Castro Alves.